BPO Financeiro: como começar e os benefícios durante a pandemia

BPO Financeiro: como começar e os benefícios durante a pandemia

Quer saber o que é BPO Financeiro, como começar a oferecer o serviço e vender para os seus clientes? A terceirização do setor financeiro é uma tendência entre empresários contábeis e pode ser uma opção para mudar o cenário até mesmo durante a pandemia do coronavírus.

Gabriel Gaspar, CEO do Nibo, conversou com Eliandro Prado, da Omegaprice Contabilidade, e Vanessa Marconi, da Marconi Contabilidade, para esclarecer as dúvidas e dar dicas sobre o tema.

Assista ao vídeo: 

BPO Financeiro é o futuro ou o presente?

O BPO Financeiro já começava a mostrar que poderia ser um bom caminho para os contadores que querem mudar o rumo da empresa e gerar mais valor para os clientes. Mas, para Eliandro e Vanessa, a pandemia da Covid-19 acelerou ainda mais esse processo.

“Agora as pessoas estão percebendo como a falta de organização é problemática. No Brasil, o empreendedorismo é muito amador, um dado muito triste. As pessoas não entendem tão bem de gestão como deveriam”, afirmou Vanessa Marconi, que acredita que esse despreparo fez com que os contadores e empresários começassem a enxergar ainda mais a necessidade do BPO Financeiro.

Como começar a fazer BPO Financeiro

Para quem quer começar a oferecer serviços de BPO Financeiro na empresa contábil, Eliandro Prado e Vanessa Marconi contaram 3 passos essenciais:

Posicionamento: para os empresários, o primeiro passo é saber como posicionar a sua empresa e se especializar para entregar um serviço de qualidade, que faça com que os seus clientes te valorizem.

“Hoje, o contador quer se diferenciar no mercado. Não quer entregar só o mínimo, não quer entregar algo que é muito pequeno ou processual. Ele quer entregar aquilo que o contador faz de melhor: sua ciência, ser o suporte necessário para o empresário”, explicou Eliandro Prado.

Analisar sua base de clientes: o segundo passo é identificar entre os clientes da sua carteira, aqueles que mais precisam do serviço de BPO Financeiro e podem valorizar mais o seu trabalho.

Segmentar: depois de analisar seus clientes, é a hora de escolher aqueles que estão mais dispostos a mudar e dar um segundo passo no negócio. Esses clientes estarão mais abertos a implementar os serviços.

Como cobrar por BPO Financeiro

Como precificar o serviço de BPO Financeiro é uma das principais dúvidas de quem está começando a implementar a modalidade na empresa contábil. A dificuldade acontece, principalmente, porque ele pode ter uma margem de lucro mais alta do que na contabilidade nível 1, que oferece serviços básicos como cálculo de impostos e cumprimento de obrigações contábeis.

“A tendência é que a margem do BPO Financeiro seja tão alta, tão diferente do que o contador está acostumado, que é algo que pode transformar de fato a vida dos empresário contábeis”, afirmou Gabriel Gaspar.

A dica dos empresários para acertar nessa cobrança é analisar seus custos com o serviço, o tempo gasto para a realização e assim definir seu valor. Eliandro Prado ainda alerta para os descontos nos serviços iniciais. Segundo ele, é importante deixar claro para o cliente o valor que ele pagaria e a porcentagem de desconto que você está oferecendo.

Outra ideia para quem está começando a estruturar o setor na empresa é dividir os serviços relacionados com o financeiro em pequenos pacotes. Desta forma, é possível oferecer atividades com um custo mais baixo, para aos poucos conquistar a confiança dos clientes.

Como gerenciar as entregas da sua empresa contábil à distância

Deixe o seu comentário

    Comente com o seu e-mail Comente com o Facebook