O que é Contabilidade Criativa: possibilidades e benefícios

O que é Contabilidade Criativa: possibilidades e benefícios

Você já ouviu falar na Contabilidade Criativa? É um caminho que uma empresa pode tomar para se tornar atraente para o mercado acionário.

Para conseguir esse objetivo, muitas vezes são criados meios de mascarar números nas demonstrações contábeis, situação que pode trazer alguns benefícios, embora faça com que a empresa incorra em alguns riscos.

Os profissionais que praticam a contabilidade criativa aproveitam brechas e situações encontradas nas normas e na legislação contábil que, em alguns casos, não são consideradas ilegais.

No entanto, mesmo parecendo uma solução viável para a empresa, é uma prática que pode oferecer riscos para o futuro e para a credibilidade da empresa.

Com isso, através da contabilidade criativa é possível alterar os relatórios financeiros de uma empresa, utilizando-se de omissões nas regras contábeis, apresentando, assim, resultados mais interessantes do que realmente são na realidade.

Contabilidade criativa: uma forma de maquiar os relatórios

A contabilidade criativa é uma estratégia adotada para maquiar as contas e, dessa forma, conseguir investimentos de terceiros ou obter financiamentos bancários.

O maior problema é que, ao fazer isso sem os conhecimentos de um contador experiente, a empresa pode cometer graves erros, deixando de recolher os impostos devidos.

Ou seja, a empresa pode criar situações em que os relatórios financeiros não estão representando de forma real as atividades econômicas empresariais, mesmo estando seguindo as normas e regras contábeis.

Essa situação pode ocorrer quando os administradores aproveitam-se de vantagens concedidas pelas normas de contabilidade, como, por exemplo, o uso de estimativas contábeis excessivamente altas ou baixas, ou mesmo quando estruturam uma transação para conseguir um objetivo qualquer no relatório contábil.

A manobra aplicada, muitas vezes, pode iludir investidores, inclusive os mais experientes. Quando isso ocorre, a empresa pode conseguir benefícios em curto prazo, aumentando o valor das ações, ou ainda mantendo esses valores elevados artificialmente.

Em curto prazo, essa prática pode possibilitar que uma empresa reduza o custo do capital, mas, em longo prazo e com a prática constante, as consequências podem ser bastante negativas.

Por que a contabilidade criativa pode ser criminosa?

Um dos maiores problemas da contabilidade criativa é que sua prática adultera as informações mais importantes sobre a empresa.

A prática pode ser considerada criminosa quando o administrar altera os relatórios para deixar de pagar impostos, ou mesmo quando pretende um financiamento bancário acima de suas possibilidades, apresentando resultados melhor do que os realmente conseguidos.

Quando se trata de financiamento bancário, a instituição pode perceber que houve fraude e processar a empresa para recuperar o valor concedido, com a alegação de que as informações apresentadas se encontravam deturpadas.

Tomando essa atitude, a instituição irá comprometer a estabilidade financeira da empresa e denegrir sua imagem perante o mercado.

Além disso, a empresa também corre o risco de receber uma autuação da Receita Federal por sonegação de impostos e, assim, além de pagar o valor devido, ainda ser obrigada pagar uma multa por sonegação, que pode passar de 200% do valor do tributo.

Havendo maior gravidade na alteração dos números, o administrador responsável pode responder com a prisão, conforme determinado pela legislação.

Evidentemente, existem grandes riscos na contabilidade criativa e, portanto, é necessário saber utilizar os dados para que a empresa não corra qualquer risco.

A contabilidade criativa pode oferecer benefícios sem riscos

A contabilidade criativa pode ser utilizada para conseguir alguns benefícios, principalmente quando se trata do cálculo dos impostos. Para isso, é necessário ter o conhecimento de um contador com experiência e, principalmente, de confiança dos administradores.

O contador ou um profissional especializado em consultoria contábil, pode ajudar no planejamento do futuro do empreendimento, mostrando o melhor meio de fazer uma apresentação das demonstrações financeiras, auxiliando na captação de recursos e, assim, contribuindo para que a empresa possa se desenvolver.

Aplicando a contabilidade criativa da forma correta, o administrador poderá garantir a credibilidade para sua empresa, maior segurança financeira e, principalmente, conseguir a confiança por parte dos investidores.

Vale a pena aplicar a contabilidade criativa?

É importante destacar que a contabilidade criativa pode ser aplicada em determinados casos, uma vez que, com sua continuidade, normalmente a prática provoca danos para a reputação da empresa, fazendo com que ela enfrente custos mais altos.

Na contabilidade criativa é essencial não criar condições que possam levar às multas e processos por parte da Receita Federal.

Criar meios para oferecer a impressão de melhor performance é uma coisa, enquanto que sonegar impostos é outra completamente diferente.

Havendo necessidade de utilização da contabilidade criativa, portanto, é possível aplicá-la, desde que essa prática seja feita apenas em curto prazo.

Quando é necessário se preocupar com a empresa em longo prazo, a prática deve ser descartada, principalmente porque os números não se tornarão críveis para investidores e para instituições financeiras.

Portanto, quando a empresa utiliza a estratégia de aplicação de contabilidade criativa, deve ter como objetivo apenas conseguir financiamentos para investir e não para sonegar impostos. Em curto prazo, a empresa pode conseguir financiamentos com juros mais baixos, trazendo economia e gerando o capital necessário para novos investimentos.

É necessário, no entanto, que o administrador esteja atento, uma vez que os benefícios são menores do que os possíveis prejuízos. Além disso, para a maior parte das empresas, a concessão de financiamentos a taxas mais baixas dependem mais do relacionamento mantido entre a empresa e a instituição e, em certos casos, a contabilidade criativa pode não oferecer bons resultados.

Vale lembrar, no entanto, que a contabilidade criativa pode ser aplicada para reduzir impostos, obtendo vantagens através de brechas legais, aumentando os benefícios empresariais, evitando formas de a prática ser considerada evasão fiscal.

Quando a criatividade criativa se torna ilegal?

A princípio, a contabilidade criativa se torna ilegal quando a empresa apresenta uma demonstração contábil que não está consistente com a realidade de sua atividade econômica.

No entanto, na prática, é necessário muito mais do que simples números para que uma empresa seja considerada como criminosa.

Os números apresentados nos relatórios contábeis devem ser o máximo possível consistentes com o que a empresa possui realmente, evitando criar situações em que seja necessária uma auditoria contábil para provar que os números apresentados não foram alterados de forma intencional.

Utilizar a contabilidade criativa exige prática e conhecimento. Portanto, se sua empresa pretende crescer de forma sustentável e, se para isso for necessário manipular os números, que tudo seja feito de forma criteriosa e, principalmente, em um curto prazo.


Para ter acesso a mais conteúdos como esse, não perca a oportunidade de se inscrever na nossa newsletter. Com ele, você vai ficar por dentro de tudo o que permeia o universo contábil.

Equipe Nibo

Somos um time de especialistas focados em tornar a sua gestão financeira mais eficiente. Deixe um comentário ou ligue para nós, estamos sempre a postos para ajudá-lo!

Controle de obrigações, processos e tarefas: saiba escolher a ferramenta ideal para sua necessidade Nibo lança Programa de Parceria para contadores

Deixe o seu comentário

    Comente com o seu e-mail Comente com o Facebook