Saiba como organizar as finanças do seu cliente através da conciliação bancária

Saiba como organizar as finanças do seu cliente através da conciliação bancária

Amigo contador, como anda o relacionamento com o seu cliente? E com a sua equipe? Você acredita que esteja conseguindo alcançar os objetivos traçados para a sua empresa? Se nenhuma de suas resposta para as perguntas anteriores for boa, talvez seja o momento de rever suas estratégias.

O que você acredita que falta para o seu negócio? Qual é o valor que você gostaria de apresentar ao seu cliente? Ao se fazer estas mesmas perguntas, o contador Rafael Canazar descobriu que poderia melhorar o relacionamento com seus clientes através da conciliação bancária. E o crescimento de sua empresa foi um dos vários benefícios dessa positiva interação.

Quer saber como ele conseguiu isso? Leia o texto abaixo e conheça a história de Rafael Canazar e do Escritório Márcio Rosa.

 

Uma equipe unida faz toda a diferença: a história do Escritório Márcio Rosa

Rafael é gestor do Escritório Márcio Rosa. Ele sabe bem que um dos papeis do bom gestor é envolver sua equipe nas tomadas de decisões importantes da empresa. Durante a nossa conversa em outubro, ele colocou isso em prática e levou os membros de seu time para participar da entrevista também.

A princípio tímidos, logo todos mostraram o quão engajados estão no crescimento do escritório. Ao lado de Rafael, Kelly, Carol, Mari, Leo e Michel contaram um pouco sobre a história do Escritório Márcio Rosa e de sua trajetória com o NIBO.

O escritório foi fundado em 1982. Ele começou bem pequeno, assim como todo empreendimento começa, mas não demorou a crescer e a conquistar o mercado contábil da região Noroeste Fluminense. Hoje, a empresa conta com uma equipe formada por 37 pessoas especializadas em diferentes áreas, como fiscal, jurídico e, é claro, contábil.

Nós somos uma equipe multifacetada. Cada um faz alguma coisa específica e o trabalho de todos resulta no produto final.

Atuando com os mais diferentes segmentos, o escritório busca se focar nas empresas locais, incentivando assim o desenvolvimento da própria região. Atualmente, cerca de 160 clientes são atendidas pelo time Márcio Rosa.

Com uma história já bem consolidada, Rafael e sua equipe decidiram que era hora de dar um passo a frente. Há seis meses, o gestor conheceu o NIBO e viu que poderia crescer ainda mais através da conciliação bancária.

Crescendo através da conciliação bancária

1

O escritório já usa o NIBO há cerca de seis meses. Quem apresentou a ferramenta ao restante da equipe foi o próprio Rafael. Ele conheceu o sistema durante uma palestra realizada no Rio de Janeiro no SESCOM (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Estado do Rio de Janeiro).

Como em todo evento do tipo, havia muito para se ver e ouvir, mas uma única palavra logo chamou a atenção de Rafael: integração.

O que me empolgou foi saber que existe uma ferramenta mais automatizada capaz de executar todos os lançamentos que nós precisávamos fazer.

Na mesma hora, Rafael buscou conhecer mais sobre o assunto, sabendo que a integração poderia alavancar o trabalho realizado em sua empresa. Já em seu primeiro contato com a ferramenta, ele teve certeza de que havia feito a decisão certa.

Isso porque ele recebeu todo o apoio que precisava logo no início do processo. Atendido pela equipe NIBO, Rafael logo aprendeu a usar o Controle de Caixa e percebeu o quanto a conciliação bancária poderia melhorar sua interação com os clientes.

A confiança é a alma do negócio

2

Além disso, o gestor destaca que um dos méritos que ele logo viu foi justamente o relacionamento estabelecido entre a equipe NIBO e os contadores. Sempre muito bem atendido, Rafael conta que a ferramenta não demorou a conquistar sua confiança. E isso, para ele, é essencial.

O contato com a equipe NIBO é excelente. Todos nos atendem bem e são carismáticos e competentes. O que é oferecido acaba realmente acontecendo. Então a nossa relação acaba sendo de bastante confiança.

Ou seja, o gestor nunca se sentiu desamparado quando o assunto é Controle de Caixa, pois ele sabe que a equipe NIBO está sempre muito bem disposta a ajudá-lo em casa de dúvidas. E não só isso. Assim como os demais contadores que usam a ferramenta, o Rafael está sempre a par das inovações realizadas no sistema.

Eu sempre fico sabendo quando a ferramenta está em processo de desenvolvimento. Então é sempre um passo de confiança a mais.

 

A conciliação bancária pode fortalecer o relacionamento do contador com o cliente

3

Hoje, o Escritório Márcio Rosa usa o Controle de Caixa em dez clientes e são os próprios funcionários do Rafael que fazem as movimentações bancárias. Ou seja, os clientes precisam se preocupar apenas em conectar seu banco à ferramenta do NIBO.

O gestor também explica que o relacionamento com os clientes melhorou muito e, por conseguinte, a dinâmica dos processos foi potencializada. Com o aumento de interações, feedbacks e trocas de informações, Rafael conseguiu criar um fluxo mais contínuo para lidar com todas as demandas dos clientes.

Antes, nós deixávamos passar informações essenciais e no último momento descobríamos alguns casos com dados bancários desconhecidos ou transações bancárias que dependiam de documentos complementares que não estavam acessíveis no momento. E precisávamos resolver esses problemas quando já não havia mais tempo.

Para Rafael, o cliente só se importa se está perdendo ou ganhando dinheiro. Essas são as informações que ele enxerga. Demais dados são irrelevantes a ele.

Por isso, ele diz ser fundamental conseguir fazer a conciliação bancária. Assim, é possível evitar que o cliente perca dinheiro e que tarifas bancárias sejam alteradas sem aviso prévio. E isso é possível com o Controle de Caixa.

O cliente pensa apenas no lado financeiro da questão, enquanto nós buscamos trazer o lado da conciliação.

 

Virando referência no mercado contábil

4

Rafael não hesita ao afirmar que o Controle de Caixa ajudou no crescimento do Escritório Márcio Rosa. Ele acredita, sem sombra de dúvidas, que os próximos meses ao lado do NIBO serão ainda melhores do que aqueles que já passaram.

Ele também revela que o principal objetivo da empresa é se tornar a maior referência em contabilidade do Noroeste Fluminense.

Para alcançarmos as nossas metas, precisamos fazer um trabalho cada vez melhor e com ainda mais dedicação. E este caminho trilhamos lado a lado com o NIBO. Com menos informações duplicadas e menos necessidade de contato com os clientes, melhor fica a nossa relação com eles. Por isso, quanto menos trabalho repetitivo tivermos e quanto mais conseguirmos aproveitar a tecnologia, melhores chances de sucesso teremos ao realizar nossa missão com nossos clientes.

Adele Lazarin

Integrante da equipe de Marketing do NIBO e especialista em produção de conteúdos sobre contabilidade. Conversar com empresários contábeis e entender os desafios que eles enfrentam na profissão faz parte de sua rotina diária. Jornalista, é formada em Comunicação Social e tem Especialização em Assessoria de Comunicação e Marketing. É apaixonada por cinema, livros e cachorros.

Baixe aqui o eBook "7 erros que podem quebrar seu escritório de contabilidade" O que o U2 tem a ver com a sua empresa contábil?

Deixe o seu comentário

    Comente com o seu e-mail Comente com o Facebook