Boas práticas da Auditoria Contábil para turbinar seu escritório

Boas práticas da Auditoria Contábil para turbinar seu escritório

A auditoria contábil é uma atividade que foi se desenvolvendo com o tempo, acompanhando o crescimento das empresas e seu faturamento e complexidade.

Com o crescimento das organizações, também ocorreu a busca por maior competitividade, havendo a necessidade de controles mais rígidos, de redução de custos e de novas formas de financiamento do capital de giro.

O mercado de ações, com as regras rígidas estabelecidas pela CVM – Comissão de Valores Mobiliários também se mostrou como um fator para a aplicação da auditoria contábil, ampliando sua utilização.

O que é uma auditoria contábil?

A auditoria contábil é uma atividade que possibilita, através da análise e da conferência dos registros contábeis da empresa, constatar sua fidedignidade e atestar o valor do patrimônio da organização empresarial.

Através da auditoria contábil é possível verificar se os registros demonstram a realidade financeira de uma empresa, além de evidenciar possíveis falhas ou identificar erros que possam estar inseridos nas demonstrações financeiras.

Além disso, a auditoria contábil também se apresenta como uma fonte valiosa de informações para possíveis investidores, uma vez que possibilita maior transparência com relação aos dados apresentados.

A auditoria contábil, também permite o reconhecimento e a avaliação dos bens patrimoniais, um recurso que é essencial para situações de incorporações, dissoluções ou aquisições de sociedades.

Nas empresas de capital aberto, a auditoria contábil se torna obrigatória, demonstrando aos acionistas a veracidade das informações divulgadas pela diretoria. Em outras situações, é um recurso que pode ser aplicado de forma voluntária, já que permite a melhoria da imagem da empresa junto ao mercado e possibilita que os sócios entendam mais detalhadamente os registros e as demonstrações contábeis.

Assim, a auditoria contábil é uma atividade que garante a exatidão e a aplicação de controles internos nas empresas para que tenha uma situação financeira mais transparente e fiel à realidade.

Como deve ser feita uma auditoria contábil?

Para fazer uma auditoria contábil, em primeiro lugar deve ser feito o reconhecimento da empresa, ou seja, os auditores precisam entender o ambiente empresarial e todas as suas operações.

Em seguida deve ser criado o planejamento da auditoria, onde devem ser escolhidas as técnicas e estratégias para conseguir todas as evidências necessárias, além de aplicar testes nos controles contábeis.

A etapa de planejamento também contempla a análise dos controles internos, através dos quais podem ser detectados os pontos fracos na organização e os riscos a que a empresa possa ser submetida.

Normalmente são aplicados dois tipos de testes:

  1. De controle, para analisar o cumprimento das normas que são aplicáveis à atividade da empresa, e;
  2. Substantivo, que vai assegurar a exatidão dos valores e das informações apresentadas nas demonstrações contábeis.

Embora pareça simples, a implantação de uma auditoria contábil é um processo complexo, uma vez que vai provocar impactos diretos na cultura da empresa. É necessário que todos os colaboradores envolvidos entendam os reais motivos da auditoria e sua implicação na dinâmica do empreendimento, sabendo até onde cada um conhece a auditoria e como analisa a importância desse serviço.

Os auditores conseguem um bom avanço na auditoria a partir do momento que haja um apoio efetivo por parte dos colaboradores. Com isso, é possível fazer um trabalho de conscientização, mostrando a importância da atividade para a estratégia empresarial, conseguindo sua adesão para certificar que os demonstrativos estejam corretos.

A aceitação da auditoria contábil, dessa forma, é feita através dos próprios trabalhos, o que leva a considerar ser de máxima importância o posicionamento dos auditores, principalmente com relação à sua ética, já que se torna essencial estabelecer um elo de confiança com os colaboradores.

É importante ainda manter uma equipe com profissionais habilitados e competentes, dentro de cada área, para que cada um possa desempenhar o seu papel de forma adequada, oferecendo resultados assertivos.

Habilidades e Competências para Auditoria Contábil

Entre as qualidades e práticas básicas para uma perfeita auditoria contábil é necessário que a equipe de profissionais tenha as seguintes habilidades e competências:

  • Conhecimento aprofundado das atividades da empresa e da equipe de colaboradores;
  • Saber ouvir e entender o que cada pessoa transmite;
  • Nunca passar a impressão de ser superior e de não precisar da colaboração dos membros da equipe;
  • Manter sempre uma postura adequada, sem agir com arrogância ou agressividade;
  • Agir sempre com prudência e responsabilidade diante dos fatos apresentados;
  • Ter paciência para ouvir todas as explicações, colocando-se no lugar dos colaboradores e tendo o cuidado para não tomar partido, colocando-se sempre de forma profissional;
  • Ser paciente para receber todas as informações, entendendo que nem todas estão disponíveis a qualquer momento;
  • Não desistir diante de qualquer obstáculo ou de situações adversas;
  • Manter o controle emocional, focando-se no lado profissional, sabendo o que responder na hora certa, sem uso de atitudes ofensivas;
  • Manter uma aparência profissional condizente com a atividade;
  • Não discriminar qualquer colaborador, por mais que seja subalterno dentro da organização;
  • Estabelecer uma política de bom relacionamento com todos os colaboradores, evitando recriminações, demonstrando estar trabalhando para corrigir possíveis falhas e não para incriminar qualquer um deles;
  • Ao encontrar qualquer tipo de falha ou erro, fazer o papel de consultor, ajudando os colaboradores a encontrar soluções ou alternativas para não incorrer novamente na mesma falha;
  • Gerar confiança para conseguir informações detalhadas sobre os registros;
  • Manter um sistema de decisões em equipe, ouvindo ideais ou posições com relação a possíveis falhas;
  • Preservar a imagem de cada colaborador participante, fazendo comentários de maneira ética, evitando expor os empregados ou gerar conflitos internos, principalmente entre os executores e a direção da empresa;
  • Assegurar ao máximo a confidencialidade e fidedignidade das informações, além de sua correta aplicação;
  • Manter um vocabulário condizente com a atividade, sem uso de palavras ou expressões vulgares ou gírias.

Depois de aplicada a auditoria contábil, deve ser apresentado um relatório da atividade como produto final da verificação de todos os registros solicitados.

O relatório deve mostrar se as demonstrações atendem a todas as necessidades e exigências, deve apresentar observações com relação a possíveis erros ou falhas de registro e salientar controles que possam ser implantados para a melhoria do processo.

O auditor deve tomar o cuidado para atender a todas as exigências, evitando abster-se com relação a qualquer uma delas, uma vez que a auditoria contábil é feita para manter a ordem e a organização e melhorá-la continuamente.

É isso. Esperamos ter esclarecido quaisquer dúvidas, mas se faltou alguma informação, conta pra gente aqui nos comentários! E para ficar por dentro desses e outros assuntos relacionados à contabilidade, inscreva-se em nossa newsletter.

Equipe Nibo

Somos um time de especialistas focados em tornar a sua gestão financeira mais eficiente. Deixe um comentário ou ligue para nós, estamos sempre a postos para ajudá-lo!

Contabilidade digital: estratégias para iniciar essa transformação Como começar a prestar consultoria financeira para pequenas e médias empresas

Deixe o seu comentário

    Comente com o seu e-mail Comente com o Facebook