Planejamento tributário: o que é, como fazer e por que é importante para a sua empresa

Planejamento tributário: o que é, como fazer e por que é importante para a sua empresa

Saiba como montar um planejamento tributário eficiente

Você sabe o que é um planejamento tributário e por que é importante começar a fazer? Ele é o responsável pela gestão dos tributos de uma empresa e a análise de benefícios e procedimentos fiscais. Para tirar todas as dúvidas sobre o tema, Kazan Nassif, diretor comercial da Grupo Studio, deu dicas de como começar a oferecer o serviço no Webseminário dessa semana.

Inscreva-se no nosso canal do Youtube.
Siga nosso perfil no Instagram.

Quer ver mais dicas de como começar a fazer planejamento tributário? Continue lendo a matéria.

Planejamento tributário é uma das etapas do planejamento estratégico da empresa

Antes de começar a fazer o planejamento tributário, é preciso entender que ele é uma das etapas do planejamento estratégico global, que irá definir os próximos passos da empresa em todos os setores. Por isso, é importante que toda a definição seja integrada com outras áreas, como financeiro, administrativo, comercial e operacional.

Nesse momento, é essencial ponderar uma série de valores e interesses da empresa, entender todo o contexto e como o cliente a enxerga, sempre focando nos resultados desejados para o futuro.

Como fazer um bom planejamento tributário em 4 etapas

Para começar a fazer um planejamento tributário eficiente, vale entender quais serão os seus objetos e então traçar as etapas que vão compor toda a nova organização fiscal:

1ª etapa de um planejamento tributário: o primeiro passo é olhar para o passado fiscal da empresa. Assim, é possível revisar as decisões anteriores, revisitar essas decisões – agora com os olhos do futuro – e então entender qual será a carga tributária justa do cliente.

2ª etapa de um planejamento tributário: depois de entender o passado fiscal da empresa, é a hora de racionalizar a carga tributária atual, corrigir decisões anteriores e ajustar as cargas tributárias para deixá-las o mais otimizadas possível.

3ª etapa de um planejamento tributário: o terceiro passo é planejar o futuro fiscal dessa empresa. Esse é o momento de projetar ações que podem melhorar o fluxo de caixa e criar ações preventivas.

4ª etapa de um planejamento tributário: por fim, chega o momento de análise de benefícios e procedimentos fiscais dessa empresa.

Equipe Nibo

Somos um time de especialistas focados em tornar a sua gestão financeira mais eficiente. Deixe um comentário ou ligue para nós, estamos sempre a postos para ajudá-lo!

Gestão organizacional: 4 passos para lidar com a resistência durante o processo de mudança e ter mais eficácia

Deixe o seu comentário

    Comente com o seu e-mail Comente com o Facebook